Dieta de Perda de Peso contínuo

 (PPC)

Se o objetivo é alcançar o peso desejado, mantê-lo para o resto de sua vida, como uma pessoa feliz e saudável, então vamos aprender a fazer a dieta PPC.

Verifique seus níveis:

dieta frustrada

Verifique a sua perda de peso dos primeiros 14 dias, de acordo com a tabela abaixo, para que possa ter uma noção do seu grau de resistência metabólica.

Perda de peso em 3 níveis de obesidade, durante as 2ª semanas de dieta

  Graus de resistência metabólica em homens
Quilos a perder Alta Média Baixa
Menos de 10 Kg 2 3 4
De 10 a 25 Kg 3 4,5 6
Mais de 25 Kg 4 6 8

 

  Graus de resistência metabólica em mulheres
Quilos a perder Alta Média Baixa
Menos de 10 Kg 1 2 3
De 10 a 25 Kg 1,5 3 4,5
Mais de 25 Kg 2 4 6

Já se localizou ? Então, agora vamos para sua dieta de Perda Peso Contínuo (PPC).

Na dieta de indução se você estava consumindo de 15 a 20g de carboidratos por dia e seu corpo entrou em cetose e perdeu peso com facilidade, seu grau de resistência metabólica varia de médio a baixo. Se você perdeu pouco peso, obviamente seu grau de resistência metabólica é mais alto. Não desanime, porque mesmo assim você vai entrar em uma fase mais liberal de consumo de carboidratos. Será de acordo com seu grau de resistência metabólica e a sua capacidade individual para continuar a perder peso. Isso quer dizer, seu Nível Crítico de Carboidrato para Perder Peso (NCCPP)

 

Existem 2 maneiras de determinar o seu NCCPP

1 – Se você é metódica (o), anote tudo que ingere, conforme a tabela de contagem de carboidratos, e vá aumentando 5 g de carboidratos por dia (além da salada da dieta de indução) e pesando-se diariamente, até alcançar um número em que deixará de perder peso. Esse é o seu NCCPP. Acima dele você não perderá mais peso ou engordará, abaixo dele, estará perdendo peso.
2 – Se você não gosta de lidar com números, aumente regularmente o consumo de carboidratos até a perda de peso tornar-se imperceptível. Em seguida recue a partir desse nível. Quando isso acontecer, seu NCCPP estará apenas alguns gramas de carboidratos mais alto.
“Muitas vezes você pode também entrar em platô (períodos em que não perde peso). Isso não significa que tenha alcançado seu NCPP. Nesses períodos mantenha a calma e persistência, que em pouco tempo essa fase regride e você continuará a perder peso”
Se você tem muito peso a perder, mesmo após os 14 dias da dieta de indução, e não quer diminuir o ritmo da dieta localizando o seu NCCPP, então acrescente os carboidratos mais lentamente. Aproximadamente 5 g por semana.

Lembre-se de 2 princípios básicos:

Sua taxa de perda de peso é em geral proporcional à exclusão de carboidratos
A quantidade em gramas de carboidratos consumida pode ser medida e estabelecidos os valores numéricos de cada alimento ingerido, evitando desta maneira, ultrapassar os limites liberados para cada fase da dieta. (Vide tabela de contagem de carboidratos).

Cardápio Típico de Perda de Peso Contínua (PPC)

Café da manhã: Omeletes 75 g de suco de tomate Uma fatia de pão de proteínas, café ou chá descafeinado.

Almoço: Salada do Chef com presunto, queijo, galinhas e ovos. Chá gelado de ervas.

Jantar: Salada de frutos do mar. Salmão. 2/3 de xícara de verduras da lista das permitidas.  ½ xícara de morangos com creme.

 

Anúncios

dieta da indução tudo o que você precisa saber

Dieta de Indução de 14 dias

“Catorze dias de alimentação sadia, saborosa, sem fome, começarão a acabar rapidamente com aqueles quilos extras e lhe mostrarão os primeiros contornos de um novo você. E será um” você mais esbelto, mais energético, menos ansioso. Seja bem–vindo a um mundo inteiramente novo.

Resultado de imagem para carboidrato
dieta da induça

As Regras Da Dieta Da Indução De 14 Dias

 

  1. A dieta não deve contar com mais de 20g de carboidratos por dia. No caso da maioria das pessoas, a indução da cetose/lipólise pode ser conseguida com esse consumo, que permite, aproximadamente, 3 xícaras de verduras (frouxamente arrumadas, não compactas) ou 2 xícaras de salada comum, mais 2/3 de xícara de verduras cozidas na categoria abaixo de 10% de carboidratos.
  2. Você não está mais numa dieta quantitativa. Por isso mesmo deve ajustar a quantidade ao apetite. Quando estiver com fome, coma o volume que o deixe satisfeito, sem se sentir empanturrado.
  3. Está, contudo, em uma dieta qualitativa. Isso significa que se o alimento não está na dieta, não deve absolutamente ingeri-lo. A racionalização “só esse pouquinho não vai fazer mal” é o beijo da morte nesta dieta. Viciados vão descobrir que esta regra constrói rapidamente caráter.
  4. A dieta consistirá de proteínas puras (não muitas delas existentes na natureza, contudo) gorduras puras (isto significa que manteiga, azeite de oliva e maionese são permitidos) e combinações de proteína e gordura (esta é a viga mestra da dieta). Nela não estão alimentos que são proteína-e-carboidrato e gordura-e-carboidrato, porque os carboidratos estão fora desta dieta.
  5. Utilizando uma tabela de contagem de gramas de carboidratos, podemos descobrir outras combinações que totalizam menos de 20g dos mesmos. Podemos usar alimentos como nozes, sementes, azeitonas, abacate, queijos, creme de leite, limão e suco de lima e alimentos de dieta com baixo teor de carboidratos. Mas não suponha que esses alimentos têm baixo teor, a menos que conheça com absoluta certeza o conteúdo de carboidrato na porção que está comendo.

 

Esteja pronto para a mudança metabólica.

Se você sentir alguma sensação desagradável, como por exemplo, cansaço no 2º  ou 3º dia da dieta (raramente acontece) é devido à perda de peso muito rápida. Isto pode ser facilmente corrigido aumentando a ingestão de sal e potássio. É aconselhável comer bastante salsa, agrião, espinafre e acelga, que são alimentos ricos em potássio.

Nesse período o velho combustível, o carboidrato está se esgotando.

Entre o 3º e 4º dia, o glicogênio está sendo usado (a grande e esperada mudança metabólica), e a gordura armazenada começa ser usada como energia.

É nesse ponto que você notará a incrível sensação de bem estar e ausência de fome.

Dieta de Indução de 14 dias

“Catorze dias de alimentação sadia, saborosa, sem fome, começarão a acabar rapidamente com aqueles quilos extras e lhe mostrarão os primeiros contornos de um novo você. E será um” você mais esbelto, mais energético, menos ansioso. Seja bem–vindo a um mundo inteiramente novo.”(Dr Atkins)”.

As Regras Da Dieta Da Indução De 14 Dias

 

 

  1. A dieta não deve contar com mais de 20g de carboidratos por dia. No caso da maioria das pessoas, a indução da cetose/lipólise pode ser conseguida com esse consumo, que permite, aproximadamente, 3 xícaras de verduras (frouxamente arrumadas, não compactas) ou 2 xícaras de salada comum, mais 2/3 de xícara de verduras cozidas na categoria abaixo de 10% de carboidratos.
  2. Você não está mais numa dieta quantitativa. Por isso mesmo deve ajustar a quantidade ao apetite. Quando estiver com fome, coma o volume que o deixe satisfeito, sem se sentir empanturrado.
  3. Está, contudo, em uma dieta qualitativa. Isso significa que se o alimento não está na dieta, não deve absolutamente ingeri-lo. A racionalização “só esse pouquinho não vai fazer mal” é o beijo da morte nesta dieta. Viciados vão descobrir que esta regra constrói rapidamente caráter.
  4. A dieta consistirá de proteínas puras (não muitas delas existentes na natureza, contudo) gorduras puras (isto significa que manteiga, azeite de oliva e maionese são permitidos) e combinações de proteína e gordura (esta é a viga mestra da dieta). Nela não estão alimentos que são proteína-e-carboidrato e gordura-e-carboidrato, porque os carboidratos estão fora desta dieta.
  5. Utilizando uma tabela de contagem de gramas de carboidratos, podemos descobrir outras combinações que totalizam menos de 20g dos mesmos. Podemos usar alimentos como nozes, sementes, azeitonas, abacate, queijos, creme de leite, limão e suco de lima e alimentos de dieta com baixo teor de carboidratos. Mas não suponha que esses alimentos têm baixo teor, a menos que conheça com absoluta certeza o conteúdo de carboidrato na porção que está comendo.

 

Esteja pronto para a mudança metabólica.

Se você sentir alguma sensação desagradável, como por exemplo, cansaço no 2º  ou 3º dia da dieta (raramente acontece) é devido à perda de peso muito rápida. Isto pode ser facilmente corrigido aumentando a ingestão de sal e potássio. É aconselhável comer bastante salsa, agrião, espinafre e acelga, que são alimentos ricos em potássio.

Nesse período o velho combustível, o carboidrato está se esgotando.

Entre o 3º e 4º dia, o glicogênio está sendo usado (a grande e esperada mudança metabólica), e a gordura armazenada começa ser usada como energia.

É nesse ponto que você notará a incrível sensação de bem estar e ausência de fome.